Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/14964

TitleAs capas dos livros infantis : um enfoque de marketing sensorial
Author(s)Ferreira, Liliana
Colmenero-Ferreira, Fernando
KeywordsMarketing sensorial
Experiência
Emoções
Livros infantis
Embalagem
Issue dateMay-2011
Abstract(s)É impossível negar a competitividade no mercado editorial atual. Basta percorrer um qualquer ponto de venda especializado e perceber como os livros se acumulam nas prateleiras, se misturam com outros livros e, não raramente, se perdem na enormidade de propostas disponíveis. Em clima de retração económica, que estratégias a indústria livreira utiliza para resistir? O que torna um livro desejável como produto, bem comercializável e, em simultâneo, como projeto de continuidade e distribuição de conhecimento? Estas questões ajudaram a refletir, integrar ideias e provocar esta pesquisa. Pretende-se que, numa primeira parte, este estudo apresente um exercício de reflexão sobre a bibliografia disponível para o enquadramento da temática da pesquisa em causa. Assim, propõe-se visitar alguns argumentos sobre a importância do livro na atualidade, contextualizar a dinâmica de mercado, apontar estratégias de diferenciação das capas e abordar a consumação infantil. Almeja-se, nesta abordagem teórica, uma melhor e esclarecida compreensão das habilidades de comunicação de uma embalagem, num cenário em saturação e sedento de novidades. Tendo em consideração a amplitude do assunto e as diferentes disciplinas que o atingem, assim como a carência de literatura que encare especificamente o marketing sensorial na perspectiva da capa dos livros infantis, ousou-se ativar novas linhas de pensamento, empreendendo um caminho não evidente. Qualquer um dos desvios assumidos foi uma busca incessante de alternativas à escassez de documentação. As crianças de 5/6 anos preferem livros infantis com capas que estimulem o maior número sentidos? Isolando esta pergunta, aspirou-se a encontrar pistas que projetassem a pesquisa e que definissem caminhos e objectivos, pois o carácter multidisciplinar do tema “marketing sensorial” e de interesses subjacentes, exigia a contemplação de diversos domínios. Excluíram-se, à partida, metodologias de alçada quantitativa, como as de incidência na inferência estatística, por se demonstrarem despegadas das particularidades do objecto de estudo e da envolvente associada à abordagem do mesmo. Sem aspirações excessivas, mas procurando uma área específica de interesse que correspondesse à temática da gestão cultural no mercado do livro, o trabalho que aqui se apresenta debruça-se sobre a literatura infantil. Mais cirurgicamente, olha a capa na sua forma, estrutura, mensagem e possibilidades, recorrendo aos conceitos fundamentais do marketing sensorial: pode a embalagem das letras ser uma experiência, um campo de emoções? Tenta-se perceber, afinal, que “maquilhagem” é a que serve para encobrir ou valorizar os traços do rosto da literatura infantil, e se essa caracterização intensifica ou não o consumo ou a preferência de uma criança por determinado livro.
TypeWorking paper
DescriptionEste trabalho é financiado por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do projecto PEst-OE/EGE/UI4021/2011.
URIhttps://hdl.handle.net/1822/14964
Peer-Reviewedyes
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:iMARKE - Documentos de Trabalho / Working Papers

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WP Nr3-2011.pdf
  Restricted access
511,57 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID