Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/39565

TitleProcessos de melhoria social: a requalificação do Bairro Social de Santa Tecla
Author(s)Fernandes, Cláudia Manuela Álvares
Advisor(s)Capela, José Manuel do Couto Ramos
KeywordsBairro social
Habitação apoiada pelo estado
Gueto
Enclave social
Ciganos
Espaço público
Cul-de-sac
Comunidade
Neighborhood
State-supported housing
Ghetto
Social enclave
Gypsies
Public spaces
Community
Issue date2015
Abstract(s)“Os bairros são entidades sociais complexas, multiformes, dinâmicas, de geometria variável, dependentes de relações, de situações e de representações que alimentam diversas formas de interação social”1. Os bairros são também espaços definidos por todas as pessoas que os habitam, pelo sentido de pertença ao lugar, e pelo sentimento de comunidade. Quando espacialmente isolados e associados a problemas sociais, resultam em espaços problemáticos, de difícil gestão, potenciando a imagem negativa atualmente marcada ao conceito de bairro social. A investigação que se apresenta procura compreender que processos e metodologias pode a arquitetura aplicar para a desenclavagem social e espacial de um bairro social, como forma de projeto de requalificação, promovendo a integração social e melhoria de condições de vida da população. Para tal foi selecionado como caso de estudo o Bairro Social de Santa Tecla em Braga. A partir da análise bibliográfica segue-se um conjunto de teorias e recomendações de autores como Jane Jacobs, Bill Hillier, Nuno Portas, Laboratório Nacional de Engenharia Civil, entre outros. Ao entrevistar técnicos locais, moradores do bairro e da envolvente, foi possível sistematizar as principais necessidades, preocupações e problemas. Desta forma percebe-se que o estigma social associado a este Bairro se deve essencialmente à presença de tráfico e consumo de droga, que consequentemente provoca a insegurança sentida pelos moradores do Bairro, mas também pela população residente da envolvente e em geral. Porém, este caso torna-se especialmente problemático devido à sua organização espacial em cul-de-sac, e o seu encerramento pelos edifícios e muros da envolvente. O bairro apresenta-se assim como um enclave social e espacial, com problemas sociais, urbanísticos e arquitetónicos que se potenciam entre si. Como conclusão da investigação é proposta uma metodologia de princípios orientadores para o projeto de requalificação, baseando-se principalmente na requalificação do espaço público, na introdução de equipamento e programa necessários, e na revitalização do sentido de comunidade, numa simbiose entre a sociologia e a arquitectura.
“Neighborhoods are complex, multiform, dynamic, social entities, of variable geometry and dependent on relationship, situations and representations which in turn fuel various forms of social interaction”1. Neighborhoods are also places defined by all those who inhabit it, through their sense of belonging, and sense of community. When especially isolated and associated with social-related problems, they become troublesome, hard-to-manage places and thus enhancing the negative image today associated with the concept of ghetto. The investigation presented here looks to understand what processes and methodologies might architecture apply towards the social and spacial unlocking of a neighborhood, as a form of requalification, promoting social re-integration and improving the population’s well-being. For such, our case-study focuses on the Santa Tecla Neighborhood, in Braga. From a thorough bibliographical research, we present a collection of theories and recommendations from authors such as Jane Jacobs, Bill Hillier, Nuno Portas, the National Laboratory of Structure Engineering, among others. From interviews with the local technicians, several residents from the neighborhood and from the surrounding areas, we were able to systematize their main needs, worries and problems. This way, we were able to understand the social stigma usually associated with the neighborhood was mainly due to drug trafficking and consumption, which in turn promotes this sense of insecurity felt both by residents and the surrounding population alike. However, this becomes a specially problematic case given the neighborhood’s cul-de-sac organization, as well as its relative spacial isolation by the surrounding buildings and walls. Thus, the neighborhood presents itself as kind of a social and spacial enclave, with social, urban and architectural problems potentiating each other. As a conclusion, our investigation proposes a goal-oriented methodology for the requalifying project, based mainly on the requalification of public spaces, the introduction of much needed equipment and programs, as well as the revival of the sense of community, in a symbiosis of sociology and architecture.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado integrado em Arquitectura
URIhttps://hdl.handle.net/1822/39565
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EAAD - Dissertações de Mestrado


Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID