Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/44260

TitleFerramentas de avaliação emocional aplicado ao design de mobiliário macio
Author(s)Jaconiano, Sónia
Cunha, Joana
Providência, B
KeywordsDesign de interiores
Experiencia do utilizador
Mobiliário macio
Avaliação emocional
Design emocional
Issue date2016
PublisherUniversidade da Beira Interior. Faculdade de Artes e Letras. Departamento de Comunicação e Artes
Abstract(s)Fruto da preocupação com a necessidade básica, do homem experimentar objetos emocionalmente confortáveis (1), e da interação entre os utilizadores e o espaço interior, manifestam-se, sensações positivas e ou negativas (2) passiveis de ser estudadas, conforme a revisão literária. O ambiente que acolhe a vida humana, encontra-se em movimento, e daí a necessidade de em novos cenários, criar fios condutores de memórias encadeadas, que sustentem um conforto emocionalmente equilibrado, isto é, que considerem a relação entre o homem e o contexto que o acolhe, tendo em conta a preservação da sua cultura intrínseca (3), ajustando os prováveis erros na conceção dos espaços. Esta abordagem centra-se na recolha de resultados provenientes da interação dos utilizadores com os objetos de mobiliário macio (chamado de mobiliário soft ou cortinas e mobiliário estofado). As reações são exteriorizadas através de estímulos sensoriais, que após as sensações, interpretam e reconhecem padrões familiares ou apreendem novas experiências, que se traduzem em comunicação, empatia, ordem ou desordem. (4)(5) No âmbito mais restrito da relação do homem com o mobiliário macio, mais especificamente cortinas e estofos, não existem investigações focadas especificamente sobre estes elementos que garantam o reconhecimento das suas variantes causadoras de múltiplas impressões (sensações, interações) nos indivíduos. Sendo assim, existe espaço para o estudo e classificação dos elementos de mobiliário macio de forma a garantir a sua utilização fundamentada e assertiva minimizando os problemas inerentes à organização e construção de um lar. Neste sentido foi feito um levantamento das possíveis metodologias, que permitam formular e resolver as questões da aquisição objetiva e sistemática de conhecimento no âmbito da medição das emoções resultantes do contato do utilizador com o mobiliário macio. No seguimento desta linha de pensamento, observamos que, as respostas emocionais podem ser então recolhidas através de relatos afetivos, reações fisiológicas e avaliações do comportamento, com base em três ferramentas: I. questionários, II. analises das reações neurofisiológicas e bioquímicas, III. o recurso a imagens.
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/44260
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:DET/2C2T - Comunicações em congressos internacionais com arbitragem científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Resumo_Ferramentas avaliacao emocional_design2016.pdf164,44 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID