Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/51379

TitleAnálise dos "soft factors" que influenciam o processo de planejamento de gruas fixas: Estudo de múltiplos casos em edificações verticais da Região Metropolitana do Recife
Author(s)Frederico, J. S.
Rabban, Emilia Rahnemay Kohlman
Couto, J. Pedro
Shapira, A.
Keywordsconstrução civil
edificações verticais
equipamentos de elevação vertical
gestão na construção
gruas
Issue date2016
PublisherAssociação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO)
CitationFrederico J. S., Rabbani E., Couto J. P., and Shapira A., "Análise dos "soft factors" que influenciam o processo de planejamento de gruas fixas: Estudo de múltiplos casos em edificações verticais da Região Metropolitana do Recife", XXXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCÃO (ENEGEP 2016), ABEPRO, pp. 1-17, 2016.
Abstract(s)As gruas desempenham um importante papel dentro do canteiro de obras, ao realizar o transporte de cargas de elevado peso e volume de forma eficiente. A utilização da grua, além de diminuir o contingente de mão de obra e propiciar que os messmos se dediquem a serviços de maior qualificação, possibilita a introdução de novas técnicas construtivas somente possíveis com a utilização destes equipamentos. Estudos realizados internacionalmente demonstraram que o processo de planejamento destes equipamentos é complexo, envolve vários intervenientes e é influenciado por duas classes de fatores: os "hard factors", que envolvem as características técnicas do equipamento (dimensões físicas do local e capacidade de carga requerida) e os "soft factors", que incluem especificações qualitativas e de natureza informal (aspectos de segurança da empresa, políticas de compra/aluguel e limitações ambientais). Neste contexto, o entendimento do processo de planejamento (escolha e localização) de gruas fixas utilizadas nos canteiros de obras de edificações verticais torna-se de fundamental importância para a melhoria dos sistemas de gestão destes equipamentos. Por isso, objetiva-se realizar um estudo acerca das práticas do uso de gruas fixas em canteiros de obras de edificações verticais na Região Metropolitana do Recife (RMR), a fim de diagnosticar o estágio atual da prática de seleção e uso destes equipamentos. O estudo foi realizado em dez edificações verticais (oito localizados em Recife e duas em Jaboatão - PE) pertencentes a oito construtoras distintas escolhidas por conveniência. O protocolo utilizado foi desenvolvido com ajuda de expert internacional no estudo de gruas, aprimorado a partir de aplicações em 18 projetos de construções Portuguesas e adaptado a realidade das construções brasileiras a partir da aplicação piloto em duas edificações verticais do Recife. Os protocolos foram preenchidos a partir de visitas e entrevistas semi-estruturadas, pessoais com duração média de quatro horas. Foram entrevistados dois supervisores de obras, um engenheiro mecânico e dez engenheiros civis residentes nos projetos analisados. A fim de aumentar a confiabilidade da pesquisa utilizaram-se múltiplas fontes de dados complementares às entrevistas, como a documentação do canteiro, observação direta da operação da grua e registros fotográficos. A análise dos dados se deu por meio de planilhas Excel e indicaram a existência de fatores culturas na seleção e localização dos equipamentos, evidenciando a predileção pelo uso de gruas do tipo ascencional localizadas no poço do elevador social dos empreendimentos.
TypeConference paper
URIhttps://hdl.handle.net/1822/51379
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:C-TAC - Comunicações a Conferências Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TN_STO_226_316_30303.pdf574,97 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID