Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/52351

TitleEducação para a saúde e sexualidade: desenvolvimento de um projeto holístico potenciador da educação interpares
Author(s)Gonçalves, Ana Margarida
Vilaça, Teresa
KeywordsEducação para a saúde
Educação em sexualidade
Metodologia IVAM
Educação interpares
Formação Contínua de Professores
Issue dateOct-2017
PublisherUniversidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC)
CitationGonçalves, A. M., & Vilaça, T. (2017). Educação para a saúde e sexualidade: desenvolvimento de um projeto holístico potenciador da educação interpares. In T. Vilaça, C. Rossi, C. Ribeiro, & P. Ribeiro (Eds.), Lições Aprendidas na Formação e Práticas Docentes na Educação em Sexualidade (pp. 79 – 94). Braga: Centro de Investigação em Estudos da Criança do Instituto de Educação da Universidade do Minho.
Abstract(s)Esta investigação teve origem num Curso de Formação sobre “Educação para a Saúde Sexual e Reprodutiva em Contexto Escolar”, realizado na Universidade do Minho. Como parte deste Curso idealizou‐se um projeto de educação para a saúde e sexualidade ancorado na metodologia IVAM (Investigação – Visão – Ação e Mudança) para desenvolver nos alunos e alunas a sua competência para agir reflexivamente, individual e/ou coletivamente, no sentido de promover a sua saúde sexual e/ou a da comunidade. Neste estudo refletiu-­se à posteriori sobre os dados recolhidos pela coordenadora deste projeto na escola, também autora deste trabalho, acerca das potencialidades da metodologia IVAM para promover o trabalho colaborativo entre docentes na planificação, implementação e avaliação do projeto e na eficácia do mesmo no desenvolvimento da competência para a ação dos/as alunos/as. Neste contexto, o estudo visa: i) caraterizar o tipo de trabalho desenvolvido pelos professores e professoras durante a planificação do projeto de educação para a saúde e sexualidade no curso de formação contínua de professores/as; ii) caraterizar as ações desenvolvidas pelos/as alunos/as na escola; iii) identificar os fatores facilitadores para o desenvolvimento do projeto na escola; iv) identificar os constrangimentos/barreiras encontrados na sua implementação e a forma como foram ultrapassados. Os dados foram recolhidos através dos documentos produzidos durante a planificação, implementação e avaliação do projeto e dos registos reflexivos realizados pelas autoras deste estudo. Verificou-se que a planificação do projeto foi efetuada pelo grupo de professores/as envolvido, em função das necessidades diagnosticadas nos projetos educativo e curricular da escola. O seu desenvolvimento implicou a realização de várias sessões de formação dirigidas aos professores e professoras envolvidos/as e aos pais, mães e encarregados de educação. Também implicou um trabalho contínuo, articulado e interdisciplinar de professores e professoras, envolvendo experiências “informais” de supervisão e a rentabilização de uma área curricular não disciplinar, fomentando uma profícua educação interpares. Como parte do projeto, os alunos e alunas foram capazes de planificar e implementar ações para educar os pares em relação ao tópico selecionado no início do projeto.
This research was originated in a Training Course on "Education for Sexual and Reproductive Health in the School Context", held at the University of Minho. As part of this Course, a health and sexuality education project anchored in the IVAC methodology (Investigation - Vision - Action and Change) was planned to develop students’ ability to act reflexively, individually and / or collectively, in order to promote their sexual and / or community health. In this study, data collected by the coordinator of this project, also author of this work, in the school about the potential of the IVAC methodology to promote collaborative work among teachers in the planning, implementation and evaluation of the project and its effectiveness in the development of student action competence was retrospectively analysed. Therefore this study aimed: i) to characterize the type of work developed by teachers during the planning of the health and sexuality education project; ii) to characterize the actions developed by the students in the school; iii) to identify the facilitating factors for the development of the project in the school; iv) to identify constraints / barriers found in their implementation and how they have been overcome. The data were collected through the documents produced during the planning, implementation and evaluation of the project and the reflective class diaries made by the authors of this study. It was verified that the project planning was carried out by the group of teachers involved, according to the needs diagnosed in the educational and curricular projects of the school. Its development implied the holding of several training sessions aimed at teachers and parents. It also implied a continuous, articulated and interdisciplinary work of teachers, involving "informal" supervisory experiences and the profitability of a non-disciplinary curricular area, fostering a productive peer education. As part of the project, students were able to plan and implement actions to educate peers in relation to the topic selected at the beginning of the project.
TypeBook part
URIhttps://hdl.handle.net/1822/52351
ISBN978-972-8952-48-8
AccessOpen access
Appears in Collections:CIEC - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017-Gonçalves_ Vilaca_eBook_LicoesAprendidas.pdf7,56 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID