Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/66132

TitleCaracterização das pressões no rio Este e avaliação da intervenção de restauro neste ecossistema aquático
Other titlesCharacterization of pressures in the East river and assessment of restoration intervention in this aquatic ecosystem
Author(s)Silva, Ricardo Miguel dos Santos
Advisor(s)Cássio, Fernanda
Pace, Giorgio
KeywordsMacroinvertebrados
Projetos de restauro
Rio canalizado
Channelled river
Macroinvertebrates
Restoration projects
Issue date2020
Abstract(s)Devido ao crescimento populacional, os agentes de stresse resultantes das atividades humanas nos cursos de água estão a aumentar, levando a uma grande perda da biodiversidade e dos serviços dos ecossistemas. A atividade agrícola e a urbanização são as principais causas de mudanças na morfologia dos rios, sendo a canalização um dos principais fatores de destruição dos habitats ribeirinhos que, por sua vez, é responsável pela perda da biodiversidade como, por exemplo, das comunidades de macroinvertebrados. Por isso, é cada vez mais importante o restauro de habitats de água doce, não apenas para melhorar o seu estado ecológico, mas também para aumentar o uso sustentável dos serviços fornecidos pelos rios. A nossa área de estudo foi o rio Este, um rio, na sua maioria, canalizado e urbanizado que atravessa a cidade de Braga e que está sujeito a várias pressões antropogénicas. Uma intervenção de restauro foi implementada em 2016 numa extensão de 500 m do rio. A nossa investigação concentrou-se na avaliação da eficácia das medidas de restauro, analisando benefícios para o estado ecológico do rio, com base em análises físico-químicas (pH, temperatura, oxigénio dissolvido, condutividade e nutrientes), hidromorfológicas (habitats e estado do canal) e biológicas (comunidades de macroinvertebrados). Este trabalho mostra a importância da reabilitação e conservação dos rios e como os projetos de restauro podem ser uma possível solução para combater a degradação destes ecossistemas.
Due to population growth, the agents of stress resulting from human activities in watercourses are increasing, leading to a major loss of biodiversity and ecosystem services. Agricultural activity and urbanization are the main causes of changes in the rivers’ morphology, with channeling being one of the main factors in the destruction of riparian habitats, which in turn is responsible for the loss of biodiversity, such as macroinvertebrate communities. Therefore, it is increasingly important to restore freshwater habitats, not only to improve their ecological status, but also to increase the sustainable use of the services provided by rivers. Our study area was the Este river, a mostly channelled and urbanized river that runs through the city of Braga and is subjected to several anthropogenic pressures. A restoration intervention was implemented in 2016 on a 500 m stretch of the river. Our research focused on evaluating the effectiveness of restoration measures, analyzing the benefits for the ecological state of the river, based on physical-chemical (pH, temperature, dissolved oxygen, conductivity and nutrients), hydromorphological (habitats and channel state) and biological (macroinvertebrate communities) analyses. This work show the importance of river rehabilitation and conservation and how restoration projects can be a possible solution to combat the degradation of these ecosytems.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Ecologia
URIhttps://hdl.handle.net/1822/66132
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
DBio - Dissertações de Mestrado/Master Theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao 32837.pdf5,35 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID