Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/67483

TitleBloco solo-cimento sustentável com materiais de mudança de fase (PCMs)
Author(s)Dantas, V. B.
Gomes, U. U.
Reis, E. P.
Silva, A. S.
Jesus, Carlos Manuel Gonçalves
Aguiar, J. L. Barroso de
KeywordsFluorescência de raios X
PCMs
Propriedades térmicas
Resistência mecânica
Tamanho de partículas
Issue dateJul-2020
PublisherUniversidade do Minho. Departamento de Engenharia Civil (DEC)
JournalEngenharia Civil : Revista do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho
CitationDantas V. B., Gomes U. U., Reis E. P., Silva A. S., Jesus C., Aguiar J. B. Bloco solo-cimento sustentável com materiais de mudança de fase (PCMs), Engenharia Civil, Vol. 58, pp. 5 - 13, 2020
Abstract(s)No estudo apresentam-se resultados do desenvolvimento de um bloco solocimento com materiais de mudança de fase (PCMs). Realizaram-se três tipos de misturas, no qual duas delas foram efetuadas com materiais de mudança de fase (PCMs) com diferentes percentagens desse material, 3% e 5%, à terceira mistura não foi adicionado qualquer PCM sendo esta umamistura de referência. Em todas as misturas realizadas do estudo foi acrescentado ao solo 9% de cimento Portland CEM - P II Z-32 e aproximadamente 9,2% de água. Nas misturas do estudo com à exceção da mistura de referência (E1) foi adicionado 10% de areia quartzosa às restantes misturas. Realizaram-se ensaios de granulometria, limite de plasticidade e limite de liquidez, ao solo do estudo. Para cada mistura foram produzidos blocos solo-cimento, sobre os quais foram executados ensaios físicos e mecânicos. Os blocos do estudo foram compactados numa prensa mecânica e a influência da porosidade foi significativa quanto aos valores da sua resistência. Os PCMs introduzidos melhoraram as propriedades térmicas do bloco, mas diminuíram a resistência mecânica. No estudo observaram-se comportamentos mecânicos e físicos distintos nas diferentes composições do solo-cimento com as diferentes percentagens de materiais de mudança de fase. Verificou-se que no bloco com adição de 10% de areia quartzosa e sem PCM a resistência à compressão aumentou em relação ao bloco referência. No caso da adição dos diferentes PCMs houve uma diminuição significativa da resistência mecânica, no entanto superaram os valores mínimos normativos. As misturas com adição dos diferentes PCMs apresentaram valores de condutividade e difusidade térmica inferiores às outras. As propriedades térmicas foram analisadas utilizando sensores e um equipamento de aquisição de dados.
TypeArticle
URIhttps://hdl.handle.net/1822/67483
ISSN0873 - 1152
e-ISSN0873 - 1152
Publisher versionhttp://www.civil.uminho.pt/revista/artigos/n58/Pag.5-13.pdf
Peer-Reviewedyes
AccessEmbargoed access (2 Years)
Appears in Collections:C-TAC - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
3157-Engenharia_Civil_2020.pdf2,64 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID