Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/72494

TitleAvaliação da qualidade da água do sistema aquífero no Vale de Nhartanda (cidade de Tete - Moçambique)
Author(s)Bande, Ameno Délcio
Antunes, Isabel Margarida Horta Ribeiro
KeywordsÁgua
Aquífero
Vale de Nhartanda
Moçambique
Issue date2020
PublisherUniversidade do Minho
Abstract(s)A água subterrânea encontra-se mais protegida do que a água superficial, face à excelente capacidade de filtração exercida pelo solo e pela zona não saturada dos sistemas aquíferos. Contudo, a deterioração da qualidade da água subterrânea pode ser comprometida de forma direta e/ou indireta, tanto por atividades humanas como por processos naturais, sendo bastante frequente a ação combinada. O vale de Nhartanda está localizado na África Austral, centro de Moçambique, na parte sul da cidade de Tete, ocupando uma área de 6,8 km2. A cidade de Tete enfrenta um conjunto de sérios problemas estruturais de acesso à água, como um sistema público precário de abastecimento de água - grandes perdas, redução de pressão e falta de investimento na gestão da rede, racionamento de água e um sistema de esgoto deficiente. Historicamente, o abastecimento público de água nesta região depende principalmente dos reservatórios de água superficial e subterrânea. No entanto, secas repetidas levaram ao aumento do número de captações de água subterrânea nas últimas décadas, com um incremento da vulnerabilidade do sistema aquífero, tanto em qualidade como em quantidade de água subterrânea. O presente estudo tem por objetivo a avaliação da qualidade da água do sistema aquífero do Vale de Nhartanda. Nesta avaliação foram determinados alguns parâmetros físicos, químicos e biológicos, em água de poços e furos, mediante a aplicação de um equipamento multiparamétrico portátil para as determinações “in situ”, um espectrofotómetro UV-Visível para as químicas e as Placas 3M™ Petrifilm™ para inocular e determinações microbiológicas. Os resultados obtidos, no período compreendido entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018, apontam que a qualidade da água do sistema aquífero do Vale de Nhartanda é afetada por atividades humanas (urbana, doméstica, agro-pecuária entre outras) e por processos naturais (intrusão salina e dissolução de minerais). A presença de potenciais atividades contaminantes ao longo do Vale de Nhartanda e áreas adjacentes associadas à contaminação do rio Zambeze contribuem para a degradação da qualidade da água. Nesta região, é necessário e urgente a proteção do sistema aquífero do Vale de Nhartanda; cuja principal função é fornecer água potável à população da cidade de Tete. A identificação das áreas mais vulneráveis fornece importantes informações para um melhor planeamento e gestão da água subterrânea, como a indicação de medidas de proteção em sistemas aquíferos.
TypePanel presentation
URIhttps://hdl.handle.net/1822/72494
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CCT - Comunicações/Communications

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bande & Antunes_2020.pdf198,43 kBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID