Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/73034

TitleIndicadores para avaliação da contaminação microbiológica da água
Author(s)Santos, Eliana
Vaz, Helena
Bettencourt, Ana Paula
Bento, M. Fátima
KeywordsQualidade da água
Issue date4-May-2018
CitationE. Santos, H. Vaz, A.P. Bettencourt, F. Bento, Indicadores para avaliação da contaminação microbiológica da água, V Encontro em Técnicas de Caracterização e Análise Química, Universidade do Minho, Braga, 4 de maio de 2018.
Abstract(s)A água para ser considerada potável e ser segura para consumo humano deve estar livre de bactérias patogénicas. A contaminação da água por bactérias patogénicas é uma ameaça para populações que consomem água não tratada. Um dos maiores problemas associados à qualidade da água resulta da contaminação, direta ou indireta, por material fecal. Para garantir a ausência de agentes patogénicos, a água destinada ao consumo humano deve ser analisada periodicamente do ponto de vista microbiológico [1]. Devido à dificuldade em detetar diretamente alguns microrganismos patogénicos, a qualidade microbiológica da água é frequentemente avaliada de forma indireta recorrendo a indicadores de contaminação fecal, bactérias indicadoras de poluição fecal. O princípio desta abordagem é que a presença destes organismos indicadores está associada à presença de agentes patogénicos microbiológicos [2]. Alguns exemplos destes organismos são os coliformes termotolerantes e os coliformes totais [3]. As bactérias do grupo coliforme estão geralmente presentes numa água com poluição de origem fecal e simultaneamente ausentes quando não existe esse tipo de poluição. A presença destas bactérias na água indica assim que esta esteve em contacto com matéria fecal [4]. Neste trabalho são apresentados os métodos indicadores habitualmente utilizados para avaliação da qualidade microbiológica da água. [1] WHO, “Guidelines for Drinking-Water Quality - Second Edition - Volume 2 - Health Criteria and Other Supporting Information,” WHO 1996, vol. 2, 1996, p. 15. [2] D. Schuller, “Microbiologia de água destinada ao consumo humano,” in Microbiologia e genética molecular microbiana - manual de laboratório, H. C. e M. C. Nobre, A., A. Ribeiro, C. Pais, D. Shuller, G. Rodrigues, Ed. Braga: Departamento de Biologia, Universidade do Minho, 2004, p. 1–9. [3] J. J. Smith, A. Keegan, G. Mcgregor, M. Smith, A. Hieatt, and A. Mcneill, “Water microbiology”, Expert Evid, March, 2013, p.112-15051. [4] C. L. Meays, K. Broersma, R. Nordin, and A. Mazumder, “Source tracking fecal bacteria in water: A critical review of current methods,” Journal of Environmental Management, 73, (2004), 71–79.
TypePoster
URIhttps://hdl.handle.net/1822/73034
Peer-Reviewedyes
AccessRestricted access (UMinho)
Appears in Collections:CDQuim - Comunicações e Proceedings

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
V ETCAQ_Eliana Santos.pdf
  Restricted access
Resumo92,49 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID