Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/73169

TitleDiversity of fungal endophytic community in Quercus suber L. under different climate scenarios
Other titlesDiversidade da comunidade de fungos endofíticos em Quercus suber em diferentes cenários climáticos
Author(s)Costa, Daniela
Tavares, R. M.
Baptista, Paula
Lino-Neto, T.
KeywordsCork oak
Endophyte
Endophytic community
Fungi
Comunidade endofítica
Endófito
Fungos
Sobreiro
Issue date2018
PublisherSociedade de Ciências Agrárias de Portugal
JournalRevista de Ciências Agrárias
CitationCosta D, Tavares RM, Baptista P, Lino-Neto T. 2018. Diversity of fungal endophytic community in Quercus suber L. under different climate scenarios. Revista de Ciências Agrárias, 41: 22-30
Abstract(s)Cork oak (Quercus suber L.) is an evergreen oak tree species, typically found throughout the Mediterranean Basin, which presents a great ecological and economic importance for Portugal. An increase of cork oak decline due to biotic and abiotic stresses has been reported, which could damage the ecosystem and lower cork production. The attack of some fungal pathogens seems to increase when trees are under several environmental stresses, such as increased temperatures or drought. In this work, fungal endophytic species of cork oak were collected from forest stands in different sites of Portugal. The community of fungal endophytes of young and old twigs was studied by obtaining fungal isolates from plant material and grouping them into morphotypes. This study allowed the comparison of fungal endophytic communities living in cork oak trees from different forests, displaying distinct climates and water availability levels. The results revealed that endophyte communities are better discriminated when considering different plant tissues than cork oak stand location or climate.
O sobreiro (Quercus suber L.) é uma espécie arbórea de folha perene, encontrada tipicamente na Bacia do Mediterrâneo, que apresenta uma elevada importância ecológica e económica para Portugal. Um aumento no declínio do sobreiro tem sido associado a situações de stresse biótico e abiótico, o qual resulta em danos no ecossistema e diminuição da produção de cortiça. A infeção por fungos patogénicos parece aumentar quando os sobreiros se encontram sob condições ambientais promotoras de stresse, como temperatura elevada e secura. Neste trabalho, as espécies fúngicas endófitas de sobreiro foram colhidas a partir de exemplares em diferentes locais de Portugal. A comunidade de fungos endófitos de ramos com diferentes idades foi estudada pela obtenção de isolados a partir deste material vegetal, e pelo agrupamento dos isolados em morfótipos. Este estudo permitiu a comparação das comunidades fúngicas endófitas em diferentes povoamentos florestais, sujeitos a condições climáticas distintas e a diferentes níveis de disponibilidade de água. Os resultados revelam que as comunidades endófitas são distintas entre os diferentes tecidos vegetais, sendo mais semelhantes entre os locais das florestas ou clima.
TypeArticle
URIhttps://hdl.handle.net/1822/73169
DOI10.19084/RCA.17063
ISSN0871-018X
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CBFP - Artigos/Papers
DBio - Artigos/Papers

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2019Costa.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID