Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/77288

TitleLipid signaling determinants of physiology and pathology along the longitudinal hippocampal axis
Other titlesDeterminantes lipídicos na fisiologia e patologia do eixo longitudinal do hipocampo
Author(s)Marinha, Luísa Rocha Santa
Advisor(s)Oliveira, Tiago Gil
KeywordsFosfolipase D
Hipocampo
Lípidos
Memória
Fosfolipase D
Hipocampo
Lípidos
Memória
Issue date10-Feb-2021
Abstract(s)O hipocampo é uma estrutura do lobo temporal do cérebro presente em todos os mamíferos, fundamental para a aprendizagem, memória e navegação espacial. A sua arquitetura transversal é constituída pelo giro denteado e Cornu Ammonis (CA), que se divide em CA1, CA2 e CA3, e é preservada ao longo do eixo longitudinal e em todas as espécies. Os lípidos fazem parte dos principais constituintes do cérebro e os distúrbios no seu conteúdo e metabolismo têm sido propostos como sendo de particular importância em várias doenças. A análise por espectrometria de massa das porções dorsal (HD), intermédia e ventral (HV) do hipocampo revelou um gradiente lipídico contínuo ao longo do eixo longitudinal, com maior distinção entre o HD e HV. O HD apresenta níveis superiores de ácido fosfatídico e níveis reduzidos de fosfatidilcolina em comparação com o HV, potencialmente implicando a via da fosfolipase D (PLD) na regulação do eixo HD-HV. A superfamília da PLD possui seis membros (PLD1-PLD6), mas apenas a PLD1 e a PLD2 hidrolisam fosfatidilcolina em ácido fosfatídico. O nosso principal objetivo foi estudar o impacto da modulação genética da PLD na organização e função do eixo HD-HV. Em primeiro lugar, mostramos que a PLD1 e a PLD2 são os únicos contribuintes para a atividade total da PLD no cérebro de ratinho, embora a PLD1 seja uma fonte maioritária de ácido fosfatídico no HD e HV em comparação com a PLD2. A seguir, abordamos como a PLD1 afeta diferencialmente a organização e o funcionamento do hipocampo em cada subregião. A ablação da PLD1 afeta predominantemente o lipidoma do HD e os ratinhos Pld1 knockout (KO) apresentam déficits específicos no reconhecimento de objetos novos e interação social e também disrupção na diferenciação da arborização dendrítica do HD e HV em neurónios piramidais de CA1/CA3. Apresentam ainda diminuição na indução de depressão de longo-prazo (LTD) e redução dos níveis das proteínas GluN2A e SNAP-25 no HD. De seguida, abordamos os efeitos da ablação PLD2 no comportamento social e na potenciação sináptica hipocampal. Mostramos que a ablação PLD2 leva a défices de discriminação social, nomeadamente no reconhecimento de ratinhos da mesma ninhada, diminuição da exploração social e redução de potenciação de longo-prazo (LTP) no HV. Com nosso trabalho mostramos como a PLD regula o hipocampo e a sua função, mostrando que, embora a PLD1 e a PLD2 catalisem a mesma reação, a sua ablação específica promove fenótipos diferentes. Isto tem possíveis implicações em doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, na qual PLD tem um papel importante para a sua patologia.
O hipocampo é uma estrutura do lobo temporal do cérebro presente em todos os mamíferos, fundamental para a aprendizagem, memória e navegação espacial. A sua arquitetura transversal é constituída pelo giro denteado e Cornu Ammonis (CA), que se divide em CA1, CA2 e CA3, e é preservada ao longo do eixo longitudinal e em todas as espécies. Os lípidos fazem parte dos principais constituintes do cérebro e os distúrbios no seu conteúdo e metabolismo têm sido propostos como sendo de particular importância em várias doenças. A análise por espectrometria de massa das porções dorsal (HD), intermédia e ventral (HV) do hipocampo revelou um gradiente lipídico contínuo ao longo do eixo longitudinal, com maior distinção entre o HD e HV. O HD apresenta níveis superiores de ácido fosfatídico e níveis reduzidos de fosfatidilcolina em comparação com o HV, potencialmente implicando a via da fosfolipase D (PLD) na regulação do eixo HD-HV. A superfamília da PLD possui seis membros (PLD1-PLD6), mas apenas a PLD1 e a PLD2 hidrolisam fosfatidilcolina em ácido fosfatídico. O nosso principal objetivo foi estudar o impacto da modulação genética da PLD na organização e função do eixo HD-HV. Em primeiro lugar, mostramos que a PLD1 e a PLD2 são os únicos contribuintes para a atividade total da PLD no cérebro de ratinho, embora a PLD1 seja uma fonte maioritária de ácido fosfatídico no HD e HV em comparação com a PLD2. A seguir, abordamos como a PLD1 afeta diferencialmente a organização e o funcionamento do hipocampo em cada subregião. A ablação da PLD1 afeta predominantemente o lipidoma do HD e os ratinhos Pld1 knockout (KO) apresentam déficits específicos no reconhecimento de objetos novos e interação social e também disrupção na diferenciação da arborização dendrítica do HD e HV em neurónios piramidais de CA1/CA3. Apresentam ainda diminuição na indução de depressão de longo-prazo (LTD) e redução dos níveis das proteínas GluN2A e SNAP-25 no HD. De seguida, abordamos os efeitos da ablação PLD2 no comportamento social e na potenciação sináptica hipocampal. Mostramos que a ablação PLD2 leva a défices de discriminação social, nomeadamente no reconhecimento de ratinhos da mesma ninhada, diminuição da exploração social e redução de potenciação de longo-prazo (LTP) no HV. Com nosso trabalho mostramos como a PLD regula o hipocampo e a sua função, mostrando que, embora a PLD1 e a PLD2 catalisem a mesma reação, a sua ablação específica promove fenótipos diferentes. Isto tem possíveis implicações em doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, na qual PLD tem um papel importante para a sua patologia.
TypeDoctoral thesis
DescriptionTese de Doutoramento em Medicina
URIhttps://hdl.handle.net/1822/77288
AccessEmbargoed access (3 Years)
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
ICVS - Teses de Doutoramento / PhD Theses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luisa Rocha Santa Marinha.pdf
  Until 2024-02-10
Tese de Doutoramento17,35 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID