Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/78087

TitleMétodo integrado para avaliação de usabilidade em e-Learning
Author(s)Freire, Luciana Lopes
Advisor(s)Arezes, P.
Campos, José C.
KeywordsErgonomia
Usabilidade
e-Learning
Ergonomics
Usability
Issue date7-Apr-2022
Abstract(s)Os sistemas de e-Learning procuram oferecer ambientes virtuais de aprendizagem, onde se tenha acesso a conteúdos educativos e se possa partilhar conhecimentos de modo colaborativo em diversos níveis educacionais. Esta modalidade de Educação expande-se para além de interesses pessoais e/ou profissionais, em que as inúmeras possibilidades de interação (entre os mais diferentes públicos) destes sistemas (LMS -Learning Management Systems) tornaram-se interesse de todos. Com a Pandemia do COVID-19, alcançando dados assustadores em relação ao número de mortes, pelo mundo inteiro, tornou- se evidente a necessidade de ações de isolamentos social e isto incluía, naturalmente, a necessidade de aderir ao formato de ensino a distância, em suas formas de ensino remoto, híbrido (com aulas presenciais e também a distância). Assim, estes sistemas de educação a distância proporcionaram a maior massificação e o acesso universal a temas, que outrora eram inacessíveis para parte da população. Este contexto simboliza as mudanças socioculturais e político-económicas, tendo a Educação como eixo de tudo. Com base nesta premissa, é necessário que os referidos sistemas ofereçam interfaces, onde sejam contemplados os princípios de usabilidade orientados pela Ergonomia. Isto é particularmente importante dado que o seu principal público-alvo (alunos e professores) procura usufruir dos processos de ensino e aprendizagem com o mínimo de constrangimentos na realização das suas tarefas. A investigação teve como objetivo desenvolver um Método Integrado e Remoto de Avaliação (MIRA) para a avaliação de usabilidade em sistemas de e-Learning., em especial, para os LMS. Esse novo método partiu da hipótese de que os métodos e os procedimentos aplicados para realizar avaliações de sistemas, como LMS, devem ser construídos em função do perfil dos utilizadores e da natureza educativa dos sistemas. Como tal, o MIRA deve ser aplicado no próprio LMS, através uma melhor avaliação da usabilidade com foco na integração de resultados, a fim de orientar o seu redesign com recomendações ergonómicas. A metodologia priorizou uma abordagem holística, contextual e dialética, porque, deste modo, permitiu-se compreender a integração dos dados já discutidos pelos utilizadores no próprio sistema LMS. Ao assumir que alunos e professores são os utilizadores que melhor conhecem um sistema LMS e o seu contexto de utilização, privilegiou-se a “palavra do utilizador” e o seu contexto real de interação com o LMS. Deste modo, os participantes da investigação realizaram experiências de avaliação através da integração de métodos ergonómicos pré-estabelecidos: (1) o inquérito SUS (System Usability Scale), que se direciona à avaliação quantitativa e (2) um Focus Group online, para uma avaliação qualitativa. O resultado da aplicação do MIRA comprovou a importância de se poder “ouvir” os principais utilizadores do sistema, com respeito às interações, no seu real contexto de utilização. Isto permite ao investigador que o foco da avaliação de usabilidade esteja concentrado numa integração de resultados quantitativos e qualitativos, baseada no que pensam os utilizadores, sobre a usabilidade na utilização dos sistemas, com a mais-valia de se poder discutir (e reavaliar), in loco, as melhorias para o LMS. Por fim, a conclusão desta investigação reafirma a necessidade de uma visão multidisciplinar sobre a avaliação da usabilidade dos sistemas de e-Learning, à medida que partem da Ergonomia para uma compreensão das áreas conexas que influenciam na utilização dos LMS. O Método Integrado Remoto de Avaliação de usabilidade em sistemas de e-Learning consolida-se como um instrumento, a mais, na procura por LMS que sejam concebidos, desenvolvidos, analisados e avaliados, para atender aos utilizadores sem que estes que precisem aprender sobre a interface, para instruir-se através dela.
E-Learning systems seek to offer virtual learning environments, where one has access to educational content and where knowledge can be shared collaboratively at different educational levels. This approach to education expands beyond personal and/or professional interests, in which the countless possibilities of interaction (between the most different audiences) of these systems (LMS - Learning Management Systems) have become everyone’s interest. With COVID-19 pandemic reaching frightening data regarding the number of deaths all over the world, the need for social isolation became evident and this naturally included the need to adopt a distance learning format, in its forms of remote, hybrid teaching (with in-person and also distance classes). Therefore, these distance education systems provided the greatest massification and universal access to topics previously inaccessible to part of the population. This scenario symbolizes sociocultural and political-economic changes, with education as the axis. Based on this premise, it is necessary that the referred systems offer interfaces where principles of usability guided by ergonomics are contemplated. This is particularly important given that its main target audience (students and teachers) seeks to enjoy the teaching and learning processes with minimal constraints in carrying out their tasks. The research aimed to develop an integrated and remote model (MIRA) for usability assessment in e-learning systems, especially for LMS. This model started from the hypothesis that the methods and procedures applied to carry out evaluations of systems, such as LMS, must be built according to the users’ profile and the educational nature of the systems. As such, MIRA should be applied to the LMS itself, through a better usability assessment with a focus on results integration, in order to guide its redesign with ergonomic recommendations. The methodology prioritized a holistic, contextual and dialectical approach, because in this way it was possible to understand the integration of data already discussed by users in the LMS system itself. Assuming that students and teachers are the users with the best knowledge on a LMS system and its context of use, the “user’s word” and its real context of interaction with the LMS were given priority. Thus, the research participants carried out evaluation experiments through the integration of pre-established ergonomic methods: (1) the SUS (System Usability Scale) survey, which is aimed at quantitative assessment and (2) an online Focus Group, for a qualitative assessment. The result of the MIRA application proved the importance of being able to “listen” to the main users of the system, regarding interactions in their real context of use. This allows the researcher to focus the usability evaluation on an integration of quantitative and qualitative results, based on what users think about usability in the use of systems, with the added value of being able to discuss (and reevaluate), in loco, the improvements to the LMS. Finally, the conclusion of this research reaffirms the need for a multidisciplinary view on the usability assessment of e-learning systems, as they start from ergonomics to understand the related areas that influence the use of LMS. The Remote Integrated Usability Assessment Method in e-learning systems is consolidated as an additional instrument, in the search for LMS that are designed, developed, analyzed and evaluated, to serve users without the requisite to learn about the interface, but to learn through it.
TypeDoctoral thesis
DescriptionPrograma Doutoral em Engenharia Industrial e de Sistemas
URIhttps://hdl.handle.net/1822/78087
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Teses de Doutoramento
DI - Teses de doutoramento
DPS - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luciana Lopes Freire.pdfTese de doutoramento5,86 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID