Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/69013

TitleO EEG: eletroencefalografia como ferramenta de apoio na componente emocional de desenvolvimento de projetos de design
Author(s)Silva, Rute Alexandra Domingues
Advisor(s)Providencia, B
Fernandez, Diego Pinal
KeywordsAvaliação emocional
Cutelaria
Design emocional
Eletroencefalografia (EEG)
Resposta do utilizador
Emotion evaluation
Cutlery
Emotional design
Electroencephalography (EEG)
User response
Issue date2020
Abstract(s)Esta dissertação é uma investigação exploratória que visa averiguar a possibilidade de aplicar uma tecnologia usada na Psicologia, a Eletroencefalografia (EEG), na avaliação das respostas emocionais ao Design e dessa forma, perceber a relação entre o indivíduo e o produto. Exploramos esta técnica na ótica da avaliação de objetos de cutelaria com base nas metodologias de Design. O estudo versa sobre a dinâmica de interação dos indivíduos com os produtos e se estes estabelecem significados que conduzem a experiências emocionais. As emoções acompanham a vida cotidiana, e são essenciais para a compreensão do comportamento humano, uma vez que abordam a comunicação não verbal. Desta forma, torna-se evidente que os designers precisam de considerar os objetos como meio de estabelecer interações significativas e emocionais. O processo pelo qual os utilizadores usufruem experiências na interação com os produtos, é o resultado de um contexto de utilização passível de ser avaliado, fundamental para que as empresas bem como para os designers na conceção e desenvolvimento de novos produtos mais positivos. Assim, torna-se relevante responder a questões de como a – EEG - pode contribuir para a avaliação da interação entre as diferentes áreas - equipas multidisciplinares, na construção de produtos e serviços que para além de satisfação das necessidades básicas contribuam para o seu bem-estar (Desmet et al., 2015). Para verificar estas questões teóricas, foi desenvolvido um caso prático de interação dos participantes com objeto de cutelaria. Com base na revisão da literatura, o estudo envolveu uma combinação entre métodos de recolha de dados qualitativos e quantitativos, permitindo avaliar o objeto através de ferramentas de EEG e autorrelato a partir de questionários. Concluímos que os dados recolhidos através do questionário forneceram informações relevantes de validação da resposta emocional. Quanto à técnica do EEG, os resultados permitiram observar diferenças nas respostas aos estímulos emocionais, não tendo sido possível observar diferenças significativas nos resultados. Este resultado, não invalida a hipótese de investigação, mas sim, as variáveis consideradas bem como os recursos utilizados neste estudo.
This dissertation is an exploratory investigation that aims to determine the possibility of applying technology used in Psychology, Electroencephalography (EEG), in the evaluation of emotional responses to design and thus, perceive the interaction between the individual and the product. We explored this technique from the perspective of evaluating cutlery objects based on design methodologies. The study deals with the dynamic interaction of individuals with the products and whether they establish meanings that then lead to emotional experiences. Emotions accompany everyday life and are essential to understand human behavior once they address non-verbal communication. Thus, it is evident that designers need to consider objects as a means to establish meaningful and emotional interactions. The process by which users enjoy experiences when interacting with products is the result of a context of use that can be evaluated, which is fundamental for companies and designers in the design and development of more positive new products. Thus, it becomes relevant to answer questions about how the technique - EEG - can contribute to the evaluation of the interaction between different areas - multidisciplinary teams, in the construction of products and services that, in addition to satisfying basic needs, contribute to their well-being (Desmet, 2015). To verify these theoretical issues, a practical case was developed on the interaction of participants with cutlery objects. Based on the literature review, the study involves a combination of qualitative and quantitative data collection methods, allowing the object to be assessed through brain processing assessment tools and self-report scales, using a questionnaire. We concluded that the data collected through the questionnaire provided relevant information for validating the emotional response. As for the EEG technique, the results allowed to observe differences in the responses to emotional stimuli, but it was not possible to observe significant differences in the results. This question may not invalidate the research hypothesis, but the variables considered as well as the resources used in this study.
TypeMaster thesis
DescriptionDissertação de mestrado em Design de Produto e Serviços
URIhttps://hdl.handle.net/1822/69013
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
EAAD - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO.pdf20,89 MBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID