Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/76605

TitleComunicação com a família no serviço de urgência durante a pandemia da COVID-19
Other titlesCommunication with the family in the emergency service during the pandemic of COVID-19
Author(s)Martins, Ana Sofia Machado
Advisor(s)Macedo, Ana Paula
KeywordsCOVID-19
Comunicação
Enfermagem
Família
Serviço de urgência
Communication
Emergency service
Family
Nursing
Issue date2021
Abstract(s)Enquadramento: O presente relatório incorporado no plano curricular do Curso de Mestrado em Enfermagem da Pessoa em Situação Crítica, da Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho, em consórcio com a Escola Superior de Saúde da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, reflete a componente prática, académica e profissional que permitiu o avigoramento de um olhar díspar sobre a comunicação com a família no serviço de urgência durante a atual pandemia da COVID-19. Neste sentido apresenta-se uma revisão integrativa da literatura sobre a comunicação com a família durante a pandemia. Objetivos: Apresentar uma reflexão crítica sobre as experiências vividas ao longo do estágio; relacionar as atividades concretizadas no decorrer do estágio com as competências desenvolvidas, quer as competências comuns de enfermeiro especialista, quer as de enfermeiro especialista em enfermagem médico-cirúrgica, na área de enfermagem à pessoa em situação crítica e, apresentar um estudo de investigação concretizado no decorrer do estágio. Métodos: A metodologia descritiva, analítica e reflexiva, garantiu a concretização dos dois primeiros objetivos. No que se refere ao último objetivo, optou-se pela Metodologia de Projeto, tendo sido desenvolvido um Projeto de Intervenção no âmbito da comunicação com a família no serviço de urgência durante a atual pandemia, destinado aos profissionais de enfermagem que trabalham naquele contexto. Utilizou-se a estratégia PICO e as recomendações PRISMA apresentadas pelo Joanna Briggs Institute, partindo da questão: “Como foram as experiências de comunicação dos enfermeiros com as famílias no serviço de urgência durante a pandemia da COVID-19?”. O processo de pesquisa teve início nas bases de dados b-on, Medline, Scopus, PubMed, Web of Science, no Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal e Repositório da Universidade do Minho, com um número total de trezentos e um (N=301) artigos selecionados, com uma filtração cronológica dos últimos dois anos, 2020 e 2021 (anos da pandemia) e com ativação das opções de texto integral na língua inglesa, portuguesa e espanhola. Posteriormente, e fundamentada nesta mesma revisão integrativa da literatura, desenvolveu-se a norma de procedimento de enfermagem. Por forma a dar resposta aos objetivos foi realizada uma atividade formativa sobre a temática, onde os enfermeiros após a sessão procederam à avaliação da mesma e do formador. Resultados: No âmbito deste relatório destacam-se as atividades concretizadas no decorrer do estágio, relacionando-as com o desenvolvimento de competências. A revisão integrativa da literatura releva a necessidade da consciencialização regular dos enfermeiros sobre a comunicação com a família. Também, tendo em conta o período pandémico, há a necessidade da criação de alternativas de comunicação com a pessoa em situação crítica, de modo a facilitar a participação e interação familiar, mediante o recurso à tecnologia virtual, entre outras. Conclusão: No decurso desta especialização houve a necessidade de afluir a visão do cuidar à pessoa em situação crítica em áreas afetas à intervenção de enfermagem. Neste sentido, esta aquisição de competências valoriza o percurso profissional e pessoal, contribuindo para a qualidade dos cuidados. O estágio no serviço de urgência proporcionou uma série de experiências enriquecedoras e permitiu a aquisição de competências especializadas na área da enfermagem médico-cirúrgica, na área de enfermagem à pessoa em situação crítica. O estudo da comunicação no relacionamento entre o enfermeiro e a família assumiu-se como fundamental naquele contexto, justificado pela integração dos familiares no processo terapêutico. A família, como sublinhámos, é uma parte ativa e parceira nos cuidados da pessoa em situação crítica. Como tal, torna-se importante o reforço deste tema, e o treino de competências de comunicação integrado na formação contínua dos enfermeiros. Este será o caminho no sentido de estes profissionais se encontrarem mais capacitados para o desenvolvimento de uma relação interpessoal benéfica e se apresentarem como cuidadores mais disponíveis, dotados de maior sensibilidade e passíveis de atribuir uma atenção personalizada, numa vertente holístico-terapêutica.
Background: This report incorporated in the curriculum of the Master's Course in Nursing of the Person in Critical Situation, of the Higher School of Nursing of the University of Minho, in consortium with the School of Health of the University of Trás-os-Montes and Alto Douro, reflects the practical, academic and professional component which has allowed the invigoration of a different look at communication with the family in the emergency service during the current pandemic of COVID-19. In this sense, an integrative review of the literature on communication with the family during the pandemic is presented. Purposes: To present a critical reflection on the experiences lived along the internship; to relate the activities implemented during the internship with the competences developed, both the common competences of specialist nurses and those of specialist nurses in medical-surgical nursing, in the area of nursing of the person in critical situation and to present a research study implemented during the internship. Methods: The descriptive, analytical and reflective methodology ensured the achievement of the first two objectives. With regard to the last objective, it was chosen the Project Methodology, having been developed an intervention project in the context of communication with the family in the emergency service during the current pandemic, aimed at nursing professionals working in that context. The PICO strategy and the PRISMA recommendations presented by the Joanna Briggs Institute were used, starting from the question: "How were the experiences of communication of nurses with families in the emergency service during the pandemic of COVID-19?". The research process started in the databases b-on, Medline, Scopus, PubMed, Web of Science, in the Scientific Repository of Open Access of Portugal and Repository of the University of Minho, with a total number of three hundred and one (N=301) selected articles, with a chronological filtration of the last two years, 2020 and 2021 (years of the pandemic) and with activation of the options of integral text in English, Portuguese and Spanish. Later, and based on this integrative review of the literature, the nursing procedure standard has been developed. In order to respond to the purposes, a formative activity was carried out on the theme and after the session the nurses have evaluated both the session itself and the trainer. Results: In the context of this report, the activities carried out during the internship, which are related to the development of competences, stand out. The literature review recalls the need for regular awareness of nurses about communication with the family. Besides, taking into account the pandemic period, there is a need to create alternatives for communication with the person in critical situation, in order to facilitate participation and family interaction, through the use of virtual technology, among others. Conclusion: In the course of this specialization, there was the need to relate the vision of caring for the person in critical situation to areas of nursing intervention. In this sense, this acquisition of skills values the professional and personal path, contributing to the quality of caring. The internship in the emergency service provided a series of enriching experiences and allowed the acquisition of specialized competences in the area of medical-surgical nursing nurses, in the area of nursing of the person in critical situation. The study of communication in the relationship between the nurse and the family was fundamental in that context, justified by the integration of family members in the therapeutic process. The family, as we have stressed, is an active part and a partner in the caring of the person in critical situation. As such, it is important to reinforce this theme and integrate the training of communication skills in the continuous instruction of nurses. This will be the way for these professionals to feel themselves more capable of developing a beneficial interpersonal relationship and present themselves as more available caretakers, with greater sensitivity and skilled to give personalized attention, in a holistic-therapeutic approach.
TypeMaster thesis
DescriptionRelatório de estágio de mestrado em Enfermagem da Pessoa em Situação Crítica
URIhttps://hdl.handle.net/1822/76605
AccessOpen access
Appears in Collections:BUM - Dissertações de Mestrado
ESE-CIE - Dissertações de Mestrado/MSc Dissertations

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Sofia Machado Martins.pdf551,48 kBAdobe PDFView/Open

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID