Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/80657

TitleO povoado da Santinha, Amares, Norte de Portugal, nos finais da Idade do Bronze.
Author(s)Bettencourt, Ana M. S.
KeywordsLate Bronze Age
Iberian Peninsula
Settlement
Prehistory of Iberian Peninsula
Issue date2001
PublisherUniversidade do Minho. Instituto de Ciências Sociais (ICS)
CitationBettencourt, A.M.S. (2001). O povoado da Santinha, Amares, Norte de Portugal, nos finais da Idade do Bronze, Cadernos de Arqueologia, Monografias – 12. Braga: Universidade do Minho. Instituto de Ciências Sociais.
Abstract(s)[Excerto] Nota Prévia: A monografia que aqui se publica tem por base os resultados das escavações arqueológicas levadas a cabo no monte da Senhora da Paz ou da Santinha, concelho de Amares. Norte de Portugal. Estes trabalhos, realizados em 1993 e 1994, revelaram a existência de um povoado com duas ocupações distintas, ambas inseríveis nos finais da Idade do Bronze. A sua localização, num pequeno cabeço do vale aluvial do Cávado, situação inédita até então, tomou esta estação de especial importância no conhecimento dos padrões de povoamento das comunidades do Bronze Final do Norte de Portugal. Outras características deste povoado, como a presença de rituais de enterramento, igualmente raros neste contexto cronológico-cultural genérico, justificavam intervenções arqueológicas mais extensas do que as efectuadas, pelo que programámos prolongar os trabalhos nos anos subsequentes. Tal intenção revelou-se impossível devido às graves destruições que o monte da Santinha sofreu, a partir dos meados/finais de 1994. Por todos os motivos apresentados e por forma a darmos a conhecer alguns aspectos das comunidades que durante os inícios do I milénio AC habitaram o Monte da Senhora da Paz, tomava-se importante a publicação dos resultados aí obtidos. Tais dados contribuíram, igualmente, para a realização de uma obra mais vasta intitulada "A Paisagem e o Homem na bacia do Cávado durante o II e 1 milénios AC", dissertação de doutoramento da autora, apresentada ao Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, em 1999. A consecução deste trabalho só foi possível graças à colaboração da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, do Museu D. Diogo de Sousa, do Instituto "Rocasolano" — Conselho Superior de Investigação Científica de Madrid, do Doutor Ignácio Montero Ruiz, do Prof. Miguel Telles Antunes, da Mestre Giselda Oliveira, dos desenhadores Alfredo Barbosa, Amélia Marques, Felismina Vilasboas, Filipe Antunes, Maria das Dores Pires. Paula Góis e Quenor Rocha e de toda a equipa que participou nas escavações. A publicação desta monografia fica a dever-se ao apoio financeiro da Câmara Municipal de Amares, do Centro de Ciências Históricas e Sociais da Universidade do Minho, do Governo Civil de Braga e do Instituto Português da Juventude. [...]
TypeBook
URIhttps://hdl.handle.net/1822/80657
AccessOpen access
Appears in Collections:DH - Livros (Autor)/Books (Author)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BETTENCOURT_AMS_2001_O_povoado_da_Santinha.pdf26,01 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID