Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/1822/53015

TitleSociedade multicultural: conceitos e modelos
Author(s)Rosas, João Cardoso
Issue dateJun-2007
PublisherInstituto Português de Relações Internacionais (IPRI)
JournalRelações Internacionais (R:I)
CitationRelações Internacionais n.º 14 (Jun. 2007) p. 47-56
Abstract(s)"As sociedades europeias sempre foram multiculturais na primeira acepção, enquanto sociedades multinacionais. Aquilo que é novo para elas é o facto de se terem tornado multiculturais na segunda acepção, enquanto sociedades poliétnicas." "Não cabe ao estado priviligiar determinadas associações representativas de minorias culturais e atribuir-lhes apoios diferentes dos que são concedidos a outras associações que não têm a marca cultural específica." "O modelo multiculturalista britânico consiste em usar o estado para manter as diferentes comunidades existentes através de políticas da diferença. O modelo francês não procura simplesmente a tolerância das diferenças mas a sua assimilação." "A eventual prevalência do modelo antimulticulturalista liberal na Europa será sempre uma consequência das dinâmicas sociais e não da sua defesa intelectual ou de algum golpe de ceptro."
TypeArticle
URIhttps://hdl.handle.net/1822/53015
ISSN1645-9199
Peer-Reviewedyes
AccessOpen access
Appears in Collections:CEPS - Publicações dos investigadores do CEPS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DOC005.PDF4,4 MBAdobe PDFView/Open

Partilhe no FacebookPartilhe no TwitterPartilhe no DeliciousPartilhe no LinkedInPartilhe no DiggAdicionar ao Google BookmarksPartilhe no MySpacePartilhe no Orkut
Exporte no formato BibTex mendeley Exporte no formato Endnote Adicione ao seu ORCID